“Marlon é fora de série”, enaltece Fabrício

marlonefabricio Fabrício e Marlon comporão, mais uma vez, a dupla de zaga do Fluminense. Substituto do suspenso Guilherme, o jogador elogiou o companheiro de defesa, responsáveis por impedir gols do Sport, adversário deste domingo, na Arena Pernambuco.

- Marlon é fora de série. Jogamos juntos contra o Atlético-MG e fomos bem. Agora é repetir. Não teremos problemas – resumiu Fabrício.

De volta à reserva, Walter, desta vez, não cria polêmica

walter2Walter e Rafael Sobis  têm se revezado no ataque do Fluminense. Nos dois últimos jogos, o segundo foi titular, mas nada que incomode o camisa 18, que, desta vez, preferiu não reclamar por voltar à reserva.

- Atuei cinco jogos como titular. Depois o Cristóvão optou por colocar o Sobis no começo dos jogos. Mas venho trabalhando forte. Ele me deu essa confiança de novo. Agradeço muito. Tenho que estar preparado para o que der e vier. Entrei preparado para fazer o meu melhor, faltou um pouco de sorte, mas quem sabe domingo não dá tudo certo? – indagou Walter.

Confiança na vaga não diminuiu, garante Fabrício

Foto: Photocamera

Foto: Photocamera

O consenso no Fluminense é de que o jogo contra a Chapecoense foi atípico, apesar das goleada sofrida para o América-RN, pela Copa do Brasil. De volta à zaga, Fabrício resume o sentimento do elenco e avisa que a luta não acabou.

-  Nós acreditamos. Temos total consciência de que foi um jogo atípico contra a Chapecoense, mas o foco continua o mesmo. Vamos com tudo para ganhar estas três partidas que faltam, torcer para que nossos concorrentes diretos tropecem e a gente consiga a vaga na Libertadores, que é nosso objetivo – afirmou Fabrício.

Tricampeão pelo Flu lembra com humor de venda na internet

3Rodriguinho, novamente, veste a camisa do Santo André, mas há quatro anos vivia o ápice da carreira. Em 2010, sagrou-se campeão brasileiro com o Fluminense, sendo titular na maior parte dos jogos na reta final da competição. Apesar do título, não era lá muito querido pelos torcedores, que após a derrota para o Cruzeiro, foi colocado”à venda” num site por R$ 1,99.

- Foi complicado (risos)! A gente não foi bem no jogo, e no dia seguinte falaram pra mim: ‘Rodrigo, olha lá na internet‘. Eu e o Washington estávamos sendo vendidos por R$ 1,99 (risos)! Comecei a rir, e o pessoal no clube tirou muito sarro. Levamos na brincadeira, e conseguimos apagar esse negócio durante o campeonato com boas atuações e o título – recordou o atacante, que, aos 17 anos, tentava a vida de uma outra maneira:

- Agradeço muito ao ‘seu’ Wilson e à dona Carmem, que eram donos da ótica em Santos. Eles sabiam que eu adorava futebol e que tinha saído da Lusinha porque tinham acabado com o time de base. Daí fui trabalhar de office boy, enquanto ia fazer testes nos clubes.

Confira o trio de arbitragem para Sport x Fluminense

2A CBF divulgou os trios de arbitragem para a antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O polêmico Anderson Daronco, que já prejudicou o Fluminense em outras partida, apita o jogo contra o Sport, neste domingo, às 17h, na Arena Pernambuco. Seus auxiliares serão Fabrício Vilarinho da Silva, de Goiás, e Jose Javel Siqueira, do Rio Grande do Sul.

Daronco apitou Fluminense 3 x 3 Cruzeiro e ignorou pênalti claro em Wagner no segundo tempo. Também esteve no empate em 1 a 1 com o Bahia, no Estádio Mané Garrincha, tendo marcado falta inexistente a favor dos nordestinos, que culminou no gol de empate.

Flu x Sport: Meia crê em jogo mais difícil do que contra a Chapecoense

1Em pleno Maracanã, o Fluminense foi vergonhosamente derrotado para a Chapecoense pelo placar de 4 a 1. Ausente da partida, por suspensão, Wagner volta ao time contra o Sport, em jogo que considera a possibilidade de ser ainda mais complicado.

- Vai ser um jogo duro, talvez mais difícil até do que foi contra a Chapecoense. Estávamos trabalhando com uma linha de pensamento de que eram dez finais desde o jogo contra o Criciúma. Ainda temos três pela frente – avisou o apoiador.

“Tranquilo e preparado como sempre”, diz substituto de Guilherme

2Fabrício é o escolhido para suprir a ausência de Guilherme, suspenso. O zagueiro, pelo menos nas palavras, demonstra tranquilidade com a nova chance e utilizou de chavão de que não há jogo fácil para avaliar o próximo compromisso do Fluminense no Campeonato Brasileiro.

- Estou tranquilo e preparado, como sempre, sem duvida de nada. No Campeonato Brasileiro não existe jogo fácil. Temos como exemplo a última partida: a Chapecoense está brigando para não cair e nos surpreendeu jogando no Maracanã. Nós temos de estar prontos e com a atenção sempre no máximo porque não tem jogo fácil nesta competição – avisou o zagueiro.

Cícero está fora da partida contra o Sport

Foto: Photocamera

Foto: Photocamera

O Fluminense viajou para Recife sem um de seus medalhões. O meia Cícero, com dores no púbis, ficou no Rio de Janeiro para tratamento, e está fora da partida contra o Sport, domingo,às 17h, na Arena Pernambuco.

Se reunisse condições, o camisa 5, muito provavelmente, seria opção no banco de reservas, já que Wagner retornou de suspensão e está apto para jogar. Cícero foi substituído no intervalo da partida contra a Chapecoense por razões técnicas.

Renovação de Cristóvão não é unanimidade, diz jornal

Foto: Photocamera

Foto: Photocamera

Para aqueles que desejam a saída de Cristóvão Borges do Fluminense, uma boa notícia. A derrota traumática para a Chapecoense deixou sequelas e, segundo o jornal Lance, a permanência do treinador não é uma unanimidade. Sem citar nomes, a reportagem informa que não há uma certeza de que Cristóvão seja o nome ideal para comandar o time em 2015.

“Apesar de admirado pelos conceitos do futebol, o comandante está desgastado com a torcida e não tem um perfil vencedor claramente definido”, destacou a matéria do Lance. Cabe ressaltar que o salário de Cristóvão – cerca de R$ 200 mil mensais – é pago exclusivamente pelo Fluminense, sem o auxílio da Unimed. Por isso, é difícil a contratação de um treinador de ponta com este valor.

Entre os jogadores a preocupação é grande. Há um consenso no elenco que o dinheiro está acabando, por conta da crise na Unimed, e a parceria pode estar perto do fim.

 

Técnico do Sport afirma: “O que aconteceu com o Flu foi um acidente”

2Preocupado, o técnico do Sport, Eduardo Baptista, tratou a goleada sofrida pelo Fluminense como um acidente de percurso. Por isso, espera o adversário mordido, em busca de uma vitória sobre a equipe pernambucano, neste domingo.

- O que aconteceu com o Fluminense foi um acidente. Eles têm um time forte e que ainda tem um centroavante que é o melhor do país (Fred) e vão vir em busca da vitória. A partir de agora só a vitória nos interessa. Conquistamos pontos importantes fora de casa e vamos continuar nessa ascensão. O Fluminense vinha de seis jogos (quatro, na realidade) sem perder até essa derrota – disse Eduardo.