Walter não esconde ser torcedor do Sport

Walter começou a carreira no Sport (Foto: Moysés Ferman - Fotos Flu)

Walter começou a carreira no Sport (Foto: Moysés Ferman – Fotos Flu)

Adversário neste domingo, Walter não esconde o fato de ser torcedor do Sport. O atacante do Fluminense começou a carreira no Leão da Ilha do Retiro e afirma ter toda a sua família rubro-negra.

- Sou torcedor número um do Sport e não nego. Minha família toda é rubro-negra. Eu torço bastante quando não joga contra o Fluminense – disse.

Atacante campeão brasileiro no Fluminense luta para reerguer carreira

Depois de sair do Fluminense, Rodriguinho ainda não se firmou em nenhum clube (Foto: Photocamera)

Depois de sair do Fluminense, Rodriguinho ainda não se firmou em nenhum clube (Foto: Photocamera)

Campeão brasileiro pelo Fluminense em 2010, Rodriguinho não conseguiu se firmar no clube depois da conquista. Atacante de velocidade, chegou a irritar a torcida por conta dos gols perdidos. Depois do Tricolor, já passou por Atlético-PR, Portuguesa e Avaí. Ainda esteve na Coreia do Sul para defender o Jeju United. Agora, na luta para reerguer a sua carreira, está de volta ao Santo André, clube no qual despontou antes de chegar às Laranjeiras.

Rodriguinho admite até ter passado por “perrengues” na Coreia do Sul.

- Eu tive de me virar… Aprendi a cozinhar forçado, ligava o Facetime e ficava pedindo para minha esposa me ensinar a fazer as coisas, enquanto eu fazia a comida. No fim, acabei não aguentando muito tempo na Coreia. Eu tinha medo de comer carne de cachorro (risos)! As comidas tinham um gosto estranho, até achei que era, mas o pessoal falava que não entrava carne de cachorro… Mas vai saber… – recorda, bem humorado.

Da Coreia voltou ao Brasil para defender o Linense e também não foi bem. Reencontrou a boa fase no Santo André e é vice-artilheiro da Copa Paulista com dez gols, um a menos que Henan, do São Bernardo. Neste domingo, disputa a primeira partida da final da competição contra o Botafogo de Ribeirão Preto.

Diego Cavalieri não crê em Sport relaxado contra o Fluminense

Diego Cavalieri diz que Fluminense precisa se reerguer (Foto: Nelson Perez - FFC)

Diego Cavalieri diz que Fluminense precisa se reerguer (Foto: Nelson Perez – FFC)

Atrás da reabilitação no Campeonato Brasileiro após a derrota em casa contra a Chapecoense, o Fluminense pega o Sport, neste domingo, na Arena Pernambuco. O adversário já não tem grandes objetivos na competição, pois não corre risco de cair e não luta pela Libertadores. Ainda assim, Diego Cavalieri não acredita em um time relaxado. Para o goleiro, sempre que se entra em campo há a cobrança por boas exibições e resultados. A missão tricolor é se recuperar para seguir sonhando com o G4.

- Temos dificuldade em todos os jogos. O Campeonato Brasileiro é muito equilibrado, todo mundo tem seus objetivos. A partir do momento em que o time entra em campo tem pressão, por mais que esteja numa situação confortável na tabela. Tem de honrar a camisa, jogar pelos vários torcedores que saem de casa para apoiar. Enquanto houver chance matemática, vamos lutar. Temos de nos reerguer – disse.

Veja as prováveis escalações de Sport e Fluminense

Fred foi poupado em treino, mas deve jogar  (Foto: Photocamera)

Fred foi poupado em treino, mas deve jogar (Foto: Photocamera)

O Fluminense vai à Arena Pernambuco para enfrentar o Sport, neste domingo, às 17h, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta partida, Fred e Jean são dúvidas após serem poupados no treino de sábado por estarem com dores musculares. O ataCANTE, porém, tem boas chances de jogar.

Além dos dois, os zagueiros Gum, Henrique e Elivélton e o lateral-direito Bruno, todos com lesões, continuam fora. Juntam-se a eles o apoiador Cícero, lesionado, e o também defensor Guilherme, suspenso.

Do lado do Sport, Ibson, Ferron, Leonardo, Érico Júnior, Neto Baiano e Oswaldo estão fora por motivos de lesão.

Veja aqui as duas prováveis escalações.

Sport: Magrão, Patric, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Danilo e Diego Souza; Mike e Joelinton. Técnico: Eduardo Baptista.

Fluminense: Diego Cavalieri, Jean (Renato), Fabrício, Marlon e Chiquinho; Valencia, Edson, Wagner e Conca; Rafael Sobis e Fred.

Jogo contra o Sport tem gostinho especial para Walter

Em Pernambuco, Walter se sente em casa (Foto: Photocamera)

Em Pernambuco, Walter se sente em casa (Foto: Photocamera)

De todo o grupo do Fluminense, Walter será aquele que mais se sentirá em casa na partida deste domingo, contra o Sport, na Arena Pernambuco. Revelado pelo Rubro-Negro pernambucano, o atacante tricolor admite um gostinho especial toda vez que enfrenta o clube.

- É uma emoção muito grande. Ainda não sei se vou jogar ou não, mas a sensação é sempre boa. Aqui é família, o lugar onde dei meus primeiros passos jogando. Comecei na escolinha do Sport. Sempre será um prazer imenso jogar contra o Sport – disse.

Em grande fase na Áustria, ex-tricolor cogita se naturalizar

Alan deixou o Fluminense em meados de 2010 (Foto: Photocamera)

Alan deixou o Fluminense em meados de 2010 (Foto: Photocamera)

Revelado no Fluminense, Alan se transferiu para o Red Bull, da Áustria, em 2010, e, desde então, vem fazendo sucesso. Em grande fase, o atacante vem tendo uma possível naturalização comentada no país. Possibilidade essa que o ex-tricolor já cogita e pensa com carinho.

- Todos têm falado sobre isso. Querem que jogue aqui. Estou muito feliz e se tiver a oportunidade seria interessante – disse.

Para defender a seleção austríaca, no entanto, Alan precisaria optar por perder a cidadania brasileira. O atacante explica como funciona tal situação.

- A Áustria não aceita dupla cidadania. Então, teria de perder o passaporte brasileiro. Mas as pessoas estão olhando tudo isso – afirmou.

Mesmo após derrota, Cavalieri vê Flu em boa fase

Diego Cavalieri admite dificuldade para ir à Libertadores, mas ainda confia e promete entrega (Foto: Nelson Perez - FFC)

Diego Cavalieri admite dificuldade para ir à Libertadores, mas ainda confia e promete entrega (Foto: Nelson Perez – FFC)

O Fluminense sofreu surpreendente goleada de 4 a 1, em casa, para a Chapecoense, na rodada passada do Campeonato Brasileiro. Mas, ainda assim, Diego Cavalieri vê a equipe em boa fase no Campeonato Brasileiro. O goleiro lembra que o Tricolor venceu cinco de seus últimos sete jogos na competição e, apesar da complexidade, ainda acredita nas chances de classificação para a Libertadores e promete lutar até o final da competição.

- Passamos inúmeras dificuldades no dia a dia, mas estamos sempre trabalhando, buscando bons resultados. O importante é que o torcedor siga nos apoiando até o fim, nos empurrando. Já estava difícil antes, até porque os nossos concorrentes estão em boa fase, com sequência de vitórias como a nossa. Mas dos últimos sete jogos vencemos cinco. É uma arrancada boa, importante, que nos colocou na briga por essa vaga. O que temos de fazer é lutar, sem desistir. Vai ser assim até o fim – disse.

Fluminense entrará com dois pendurados contra o Sport

Conca tem dois amarelos. Se levar o terceiro, não pega o Corinthians (Foto: Photocamera)

Conca tem dois amarelos. Se levar o terceiro, não pega o Corinthians (Foto: Photocamera)

Quando entrar em campo contra o Sport, na tarde deste domingo, na Arena Pernambuco, o Fluminense terá dois jogadores pendurados: Conca e Marlon. Ambos com dois cartões amarelos precisam tomar cuidado para não levarem mais uma advertência. Se isso acontecer, ficarão fora contra o Corinthians, domingo que vem, no Maracanã.

Nesta partida o Fluminense já não conta com o zagueiro Guilherme, suspenso com três cartões amarelos.

Walter estreia na Arena Pernambuco com objetivo de ajudar o Flu

Walter diz que Sport terá cobrança por estar em casa (Foto: Photocamera)

Walter diz que Sport terá cobrança por estar em casa (Foto: Photocamera)

Pernambucano, Walter fará neste domingo seu primeiro jogo na Arena Pernambuco. E na estreia os planos são de ajudar o Fluminense a se recuperar no Campeonato Brasileiro para seguir sonhando com a classificação para a Libertadores. Mesmo com o Sport já sem objetivos na competição, o camisa 18 não espera facilidades.

Walter deve iniciar a partida no banco de reservas.

- Não atuei ainda na Arena. Ano passado eu estava machucado e não enfrentei o Náutico. É minha primeira vez, espero que seja muito bom e o nosso time saia com a vitória. Nunca vai ser fácil, a pressão não vai existir por precisar do resultado, mas por estar jogando em casa. Não vai ter moleza. Estamos bem concentrados. Sabemos que vai ser um jogo muito difícil – disse.

Veja as cinco mais lidas deste sábado

5maislidaswalter1 – Cícero está fora da partida contra o Sport 

2 – Renovação de Cristóvão não é unanimidade, diz jornal

3 – Jogadores reclamam, mas torcida é quem paga bonificação

4 – Roberto Sander: Sem vergonha é pouco!

5 – Promessa volta a ficar no banco de reservas do Fluminense