Eurico reafirma que torcida do Vasco ficará ao lado direito do Maraca

euricoUm dos cartolas mais polêmicos do futebol nacional, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, voltou a entrar em rota de colisão com o Fluminense. Segundo ele, no duelo entre o Tricolor e o Vasco, que acontecerá no dia 22, a torcida de seu clube ficará ao lado direito das cabines, doa a quem doer, senão, a equipe não vai a campo.

– Se jogar no Maracanã, podendo ser mando de quem for, o Vasco tem por direito jogar do lado direito. Caso contrário o time não joga. Eu tenho um estádio, vou procurar tornar São Januário cada vez mais acessível e em melhores condições. Mas, a decisão de marcar um clássico fora do Maracanã é da Federação – disse.

Marlone preferiria estreia no Maraca: “Perto da torcida é bem melhor”

marloneSem poder contar com a sua casa, impedido pelo Federação do Rio de Janeiro, o Fluminense vai estrear no Campeonato Carioca, em Volta Redonda, contra o Friburguense. Apesar de preferir o “Maior do Mundo”, obviamente, o meia Marlone frisou que o time está preparado para atuar em qualquer lugar.

– Acho que jogar perto da torcida é bem melhor, mas somos profissionais e dispostos a encarar qualquer desafio. Quem entrar em campo é o Fluminense. Temos que obedecer e jogar – finalizou.

Presidente do Fla apoia ideia, mas critica forma de nota oficial do Flu

eduardobandeirademello_flamengo_vicenteseda_gcomAliado do Fluminense no que diz respeito ao valores cobrados nos bilheres do Campeonato Carioca, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Melo, salientou que o Rubro-Negro não participou de nota oficial em repúdio à Ferj, divulgada nesta tarde pelo Tricolor. Embora concorde com as reclamações contra a entidade, no que tange os preços dos ingressos, o presidente do rival do Flu frisou que a maneira como o manifesto fora conduzido não foi o mais adequado.

– Essa carta não teve a participação do Flamengo. Temos um entendimento com o Fluminense e o Consórcio expresso em outra nota. Acredito que, da maneira como foi feita, talvez não tenha sido a forma mais adequada de colocar as coisas, mas todo o entendimento do Flamengo, nesta situação, já foi expressado nas notas anteriores – destacou.

Após polêmica, Flu retira Fla e Maracanã S.A da assinatura de nota

O Fluminense causou uma grande comoção no cenário do futebol carioca, nesta tarde, após divulgar uma nota oficial, repleta de ironias, repudiando a federação do Rio. Colocando os nomes do Flamengo e do Maracanã S.A como co-autores, assinando o manifesto, o clube gerou um mal-estar nos bastidores. Tanto que, em seguida ao barulho, a nota passou a ser assinada única e exclusivamente pelo Tricolor.

De acordo com o portal ESPN, ao saber que a assinatura do Flamengo estava na nota, presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, teria negado tal autorização. Isto porque houve um acordo prévio entre as três partes e cada uma divulgaria a sua própria nota oficial caso desejasse. Neste sentido, o Fluminense teria se antecipando e assinando a nota por todos, de forma equivocada.

Nota oficial no momento em que foi lançada:

Assim que lançou a nota, Flu colocou na assinatura os nomes de Flamengo e Maracanã S.A

Assim que lançou a nota, Flu colocou na assinatura os nomes de Flamengo e Maracanã S.A

 

Nota oficial pouco mais de uma hora depois do seu lançamento:

Pouco depois, o Flu deixou apenas o seu nome na assinatura

Pouco depois, o Flu deixou apenas o seu nome na assinatura

Meia crê que saída de Conca aumenta suas chances de jogar

marloneTriste para uns, oportunidade para outros. A saída do meia Darío Conca, negociado pelo futebol chinês, abriu um espaço, antes, exclusivo do atleta. Pensando nisso, o meia Marlone, contratado junto ao Cruzeiro, acredita que as chances para atuar no time principal aumentam.

– Claro que abre uma brecha. Vim para jogar na mesma função que me destaquei no Vasco e espero dar meu melhor dentro de campo – disse.

Marlone: “Respeito meus colegas, mas vim para ser titular”

Marlone se destacou no Vasco por conta da velocidade (Foto: Nelson Perez - FFC)

Marlone se destacou no Vasco por conta da velocidade (Foto: Nelson Perez – FFC)

De grande revelação no Vasco ao ostracismo no Cruzeiro, Marlone chegou ao Flu, no final da última temporada, como uma incógnita. Querendo mostrar que ainda tem muito a desenvolver no futebol, o jovem esbanjou otimismo ao falar que chegou ao Time de Guerreiros para atuar na equipe principal.

– Respeito meus colegas, mas vim para ser titular. Quero conquistar meu espaço e tenho dado meu melhor nos treinos. Tive uma torção nos EUA que me atrapalhou, mas agora estou recuperado. Cristóvão vai saber qual melhor time para jogar. Temos muitos jogos pela frente. Tem o Carioca inteiro, uma Copa do Brasil… tenho que estar pronto para quando a oportunidade chegar. Ela não avisa quando vai chegar – afirmou o meia-atacante.

Zagueiro posa para foto e logo do patrocinador aparece descolado

João Filipe posa para foto ao lado de Wellington Silva (Fluminense F.C)

João Filipe posa para foto ao lado de Wellington Silva (Fluminense F.C)

Ainda sem os uniformes de treino e jogo remodelados, o Tricolor faz um improviso, escondendo o nome da Unimed e colando a logo de um dos produtos da Viton 44, novo patrocinador do clube. No treino realizado nesta tarde, nas Laranjeiras, entretanto, o zagueiro João Filipe, ao posar para uma foto ao lado do lateral-direito Wellington Silva, acabou não percebendo que o patrocínio estava soltando da camisa (ver foto).

Considerado um atleta polivalente, João Filipe, que foi um dos destaques do Avaí na última temporada. Com relação aos uniformes, a tendência é que o Tricolor receba nova remessa em março.

Veja as fotos do treino desta terça-feira

15760996344_b1a206691a_b

15763391253_0b67912481_b

15763429773_45c6595e60_b

16195764618_de5a931971_b

16196024030_1a29bb828d_b

16197227979_ff24c24d6c_b

16197516977_948f5ef837_b

16381723871_1e4948113f_b

16382465092_4806170788_b

Representante tricolor em arbitral: “Flu vai acatar as determinações”

eduardobandeirademello_carloseduardocardoso_vicenteseda

Vice jurídico do Flu (à esquerda) conversa com o presidente do Flamengo (à direita). (Foto: Vicente Seda/Globoesporte.com)

Único clube que não mandou o seu presidente para o arbitral realizado pela Ferj, no intuito de discutir as políticas de de valores de ingressos, o Fluminense foi representado pelo vice jurídico, Carlos Eduardo Cardoso. Ao final da reunião, que acabou num clima de pouca cordialidade, sobretudo após nota oficial divulgada pelo Tricolor, repleta de ironias, Carlos Eduardo salientou que o clube irá seguir o que foi definido, sem responder outras questões.

– O Fluminense vai acatar as determinações do conselho arbitral. Sobre as questões de preço e consórcio, a nota já diz a posição do clube – encerrou.

Após arbitral, preço dos ingressos do Carioca são mantidos

maracanaNenhuma novidade. O arbitral que aconteceu nesta terça-feira não modificou, em nada, o que já estava definido para a disputa do Campeonato Carioca: os ingressos serão, obrigatoriamente, negociados entre R$5 e R$50. Para a Ferj, irritada com o Fluminense, principalmente depois da divulgação da nota oficial do clube em repúdio à entidade, o Tricolor apresentou “imposições inadmissíveis” com relação aos jogos no Maracanã.

Vale destacar que, no fim das contas, Vasco e Botafogo venceram a “queda de braços” com Flu, Fla e Consórcio Maracanã, pois eram defensores da atual política de valores baixos dos ingressos.